Maus tratos com animais pode custar até R$ 1 milhão ao La Torre; Funcionário foi afastado

O vídeo que circula pela internet em todo Brasil, mostrando o flagrante de maus-tratos com 03 filhotes de gato jogados no lixo do Hotel La Torre em Porto Seguro, pode custar caro ao empresário Luigi Rotunno.

Quem se lembra do caso do Manchinha, quando um segurança do Carrefour em Osasco/SP, agrediu um cachorro na porta do supermercado e foi flagrado por câmeras de segurança e por clientes que registraram toda a cena.

O Carrefour fez um acordo com a justiça e teve que depositar R$ 1 milhão de reais em um fundo criado para proteção de animais.

No acordo, ficou definido que do valor depositado, R$ 500 mil seria destinado exclusivamente à esterilização de cães e gatos; R$ 350 mil para a compra de medicamentos para animais do Hospital Municipal Veterinário ou que estejam no canil municipal e R$ 150 mil para a aquisição e entrega de rações para associações, ONGs e demais entidades destinadas ao cuidado de animais na cidade de Osasco.

O supermercado Carrefour assumiu a culpa pelo erro do segurança, fez o acordo e o deposito na conta estipulada pela justiça e criou um canal para mostrar o que a empresa vem fazendo pelo bem dos animais, veja a nota:

“O Carrefour informa que firmou acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo e Município de Osasco em prol da causa animal, após episódio ocorrido em sua loja de Osasco (SP), no ano passado. A partir do seu compromisso e transparência com toda a sociedade, a empresa irá reverter R$ 1 milhão a fundo ligado à causa que será criado pelo município, sendo R$ 500 mil destinados para a castração de cães e gatos, R$ 350 mil à compra de medicamentos para o Hospital Municipal Veterinário ou canil municipal e R$ 150 mil à compra de ração para associações, ONGs e demais entidades na cidade. O acordo, que será remetido ao Conselho Superior do Ministério Público para homologação, prevê que a Promotoria de Justiça de Osasco será responsável pelo acompanhamento e fiscalização quanto ao cumprimento do acordo. O Carrefour reforça ainda que já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades, com ações concretas em curso na cidade de Osasco e no país. As informações estão disponíveis no canal criado exclusivamente para informar a sociedade sobre essas e outras iniciativas: carrefour.com.br/causa-animal.”

La Torre afastou o funcionário

O La Torre afastou o funcionário responsável por ter colocado os filhotes de gato nos sacos e jogados no lixo.

Em vídeos postados em suas redes sociais, o empresário Luigi Rotunno, chamou de “criminoso” o responsável pelo ato e tentou isentar o hotel de culpa no caso.

A Polícia Militar e fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente estiveram no La Torre e um inquérito policial foi aberto.

Se a justiça der prosseguimento ao caso, o Resort La Torre pode ser julgado e se condenado ter que pagar uma indenização nos moldes do que aconteceu em Osasco.

Agora cabe as ONGs, Ministério Público e demais autoridades, se posicionarem, buscarem as punições aos culpados, não deixando que esse crime caia em esquecimento e fique impune.

Comente com Facebook