Professores de violão inovam durante a pandemia

Em um momento difícil como o atual é comum que se sinta necessidade de extravasar de alguma forma. A saudade do contato social, do toque físico e de poder respirar ar fresco consome o coração de todos os brasileiros.

Dentre tantas coisas ruins a procura por algo bom aumenta drasticamente e, para a alegria de todos, podemos achar coisas incríveis por aí.

A música, que sempre fez parte da vida de muitos, hoje pode ficar mais presente e ajudar a superar dores, problemas, angústias e até a solidão que assola o país.

A adaptação dos professores

Professores de violão, que antes davam suas aulas presencialmente para quem quer que fosse, após a pandemia ficaram impedidos de trabalhar. Com o tempo, no entanto, todos percebem que não dá mais para ficar parado.

Junto com as escolas, professores de música também começaram a se adaptar a um ensino a distância para não perderem os seus alunos.

Claro que ainda é algo lento, afinal, adaptar uma aula de violão do ensino presencial para uma alternativa remota não é fácil. Os alunos, porém, receberam esse método de braços abertos.

Em meio a inovação, até pessoas que utilizavam o violão apenas para hobby passaram a ensinar também, pois viram ali a oportunidade de adquirir uma renda antes e estabelecer contatos sociais em uma realidade onde isso está tão distante.

Apesar de ser algo novo, todos estão em busca de olhar pelo melhor lado, alguns professores afirmam terem gostado do método de ensino por agora poderem escolher onde querem dar aula.

Se quiser dar aula no quintal, ao lado de uma lareira ou no próprio quarto, o professor agora possui essa liberdade.

Também no tópico de liberdade, muitos professores se sentem mais à vontade com seus horários de aula, visto que agora, além de não precisarem se locomover até a aula (ela está dentro de casa), a possibilidade de gravar vídeos, enviar PDFs e receber vídeos dos alunos tocando para avaliar vem ajudando e muito no ensino.

Alguns professores ainda afirmam que a quarentena, de certa forma, motivou os alunos a estudarem. Isso aconteceu porque no tempo ocioso do dia a dia da pandemia se sente a necessidade de fazer algo lúdico e divertido.  Além de que as pesquisas feitas pelo Google, mostram que a compra das melhores marcas de violão, veio na quarentena.

Muitos acabam escolhendo como refúgio o violão e acabam dedicando mais tempo ao estudo da música.

A busca por aulas de música aumentou

Na pandemia as aulas de música estão bombando, a população, não satisfeita com apenas lives de seus cantores preferidos, decidiu buscar por aprender a tocar algum instrumento.

Essa busca crescente foi o que ajudou a maioria dos artistas a se sustentarem nesse momento de crise, pois agora podem, através da telinha do computador ou celular, ensinar o povo a tocar.

Dados apontam que a busca por professores de música na internet aumentou drasticamente nos últimos tempos e isso pode ser considerado um ponto extremamente positivo.

Na atual situação, com a crescente necessidade de adaptação e busca de meios de se ocupar, distrair e aprender, é natural que a população como um todo corra atrás de meios alternativos de ocupar a cabeça.

Quem já gostava de tocar antes, agora se mostra mais dedicado. Quem nunca pensou em começar a tocar, agora considera isso uma alternativa para a solidão. A crescente busca por aulas de violão ajudou diversos artistas, o que mostra ainda mais que essa prática deve ser incentivada para hoje e também para o pós-pandemia.

Fonte: Namidia News

Comente com Facebook