O que é “animosidade”, termo que Karol Conká tanto usou no BBB?

A passagem de Karol Conká pelo “BBB 21” foi marcada por comportamentos controversos que, de acordo com a cantora, se devem a sua “animosidade“. Mas, o que seria isso? Na internet, o termo se tornou um dos assuntos mais buscados no Twitter e até famosos estão se questionando sobre o significado. Saiba mais!

Eliminada com 99,17% dos votos, Karol Conká detém o título de participante com maior índice de rejeição da história do reality show. E, assim que saiu do confinamento, bateu um papo com Tiago Leifert sobre os prováveis motivos de sua eliminação.

“Percebi que eu tenho um grande problema com animosidade (…) Eu cheguei a praguejar pela casa que se eu saísse ia direto para uma terapia, para arrumar isso”, disse ela.

O termo já havia sido usado por Karol anteriormente no programa. Porém, ao ser mencionado novamente, “animosidade” voltou a repercutir nesta quarta-feira (24) – aparecendo até na nuvem de palavras do programa “Encontro” – principalmente por causar uma grande estranheza entre muitas pessoas que não estão familiarizadas com palavra.

Esse foi o caso de Luísa Sonza, que tweetou o seguinte: “Gente, o que é animosidade?”.

Pois bem, de acordo com o dicionário Aurélio, “animosidade” é como um desejo de prejudicar alguém, má vontade ou rancor. No caso de Karol, a palavra explicaria os momentos de descontrole de sentimentos negativos, como raiva ou ciúmes (lembra da confusão com Arcrebiano Carla Diaz?).

Entretanto, o termo também pode ter um viés positivo e ser definido como uma “determinação diante de situações complicadas, coragem ou audácia”.

Animosidade pode ser considerado um problema psicológico?

Desde que deixou o “BBB 21”, Karol Conká tem dado entrevistas em que declara estar arrependida de suas atitudes “péssimas” dentro do reality. E, ao falar sobre sua “animosidade”, a cantora levou muitos internautas a discutirem nas redes sociais sobre a relação entre o termo e problemas psicológicos.

No DSM-5: Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, da American Psychiatric Association, o termo “animosidade” não aparece. Descontroles emocionais e surtos de raiva, porém, são sinais comuns de outros transtornos conhecidos.

Com tudo isso, uma coisa é certa: Karol está ciente de que errou e já deixou claro que vai se esforçar para melhorar. Então, o que nos resta é torcer para que ela tenha um melhor discernimento sobre suas ações. Afinal, nunca é tarde para tentarmos consertar nossos erros.

Fonte: Portal Popline

Comente com Facebook