Carro voador japonês tem sucesso em teste; lançamento está previsto para 2023

Carro voador SD-03, da Sky Drive Inc.
Carro voador SD-03, da Sky Drive Inc. (Foto: Sky Drive/Divulgação)

Uma empresa do Japão anunciou que teve sucesso nos testes de um carro voador, com previsão de lançamento para 2023.

A SkyDrive Inc. conduziu a demonstração pública em 25 de agosto, no Campo de Testagem da montadora Toyota. Foi a primeira demonstração pública de um carro voador na história japonesa.

Comandado por um piloto, o carro, batizado de SD-03, decolou e circulou o local por cerca de quatro minutos.

“Estamos extremamente entusiasmados por ter alcançado o primeiro voo tripulado de um carro voador no Japão, dois anos após fundar a SkyDrive, com o objetivo de comercializar tal aeronave”, disse o CEO Tomohiro Fukuzawa em um comunicado.

“Queremos realizar uma sociedade onde os carros voadores sejam um meio de transporte acessível e conveniente nos céus e as pessoas possam experimentar um novo modo de vida seguro e confortável.”

‘Futurístico, carismático e desejável’

O SD-03 é o menor veículo elétrico de decolagem e pouso vertical do mundo. Ele ocupa o espaço de cerca de dois carros estacionados, conforme a companhia. Além disso, possui oito motores para garantir “segurança em situações de emergência”.

“Queríamos que este veículo fosse futurístico, carismático e desejável para todos os futuros clientes, ao mesmo tempo que incorporava totalmente a alta tecnologia da SkyDrive”, disse o diretor de design Takumi Yamamot.

A empresa espera fazer do carro voador uma parte da vida cotidiana e não apenas uma mercadoria. Assim, mais voos de teste ocorrerão no futuro sob diferentes condições para garantir que a segurança e a tecnologia do veículo atendam aos padrões da indústria.

O sucesso deste voo significa que é provável que o carro seja testado fora do campo de testes da Toyota até o final do ano.

A empresa continuará a desenvolver tecnologias para lançar com segurança o carro voador em 2023, disse o comunicado à imprensa. A SkyDrive ainda não anunciou nenhum preço

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook