Cápsula com astronautas acopla na Estação Espacial Internacional

Cápsula Crew Dragon chegando à ISS
Cápsula Crew Dragon chegou à ISS neste domingo (31) (Foto: Reprodução/Nasa)

Na manhã deste domingo (31), a cápsula Crew Dragon acoplou na Estação Espacial Internacional. A previsão inicial da Nasa era que o acoplamento acontecesse às 11h29 (horário de Brasíla), mas a missão está adiantada no cronograma e a cápsula chegou poucos minutos antes do esperado.

Em parceria inédita com a Nasa, a SpaceX, empresa privada de foguetes do bilionário Elon Musk, lançou dois astronautas americanos em órbita no sábado (30). Esta foi a primeira missão de solo americano em nove anos e havia sido remarcada após ter seu lançamento no último dia 27 adiado, devido ao mau tempo.

Após 19 horas de voo e com o acoplamento concluído, a cápsula tem previsão de abertura da escotilha às 13h45 (horário de Brasília). Depois, às 14h15, está prevista uma recepção aos astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley na Estação Espacial Internacional.

A astrônoma Duília de Mello explicou que o evento é um marco importante para a aviação espacial por ser feito em parceria com uma empresa privada. “Quase todo mês algum veículo se acopla à Estação Espacial Internacional, mas são veículos russos. É tão importante assim porque pode ser o começo de uma era que teremos até turismo espacial”, detalhou.

Apesar de vislumbrar um futuro espacial, Duília disse que não é possível definir o início de viagens com passageiros comuns sendo levados a órbita.

“Primeiro, é muito caro e custa muito dinheiro, falamos sempre em bilhões. E é tudo muito arriscado, ficamos com muito medo de dar algo errado. Esses riscos também tornam tudo isso mais caro, pois é preciso sempre ter um plano B. A vida das pessoas é muito valiosa, então tenho medo de falar que o turismo espacial está chegando.”

Primeiro lançamento dos EUA desde 2011

O fato de a missão partir dos EUA e ter como protagonistas astronautas norte-americanos aumentou o interesse da população dos Estados Unidos no evento. 

A última decolagem de um veículo norte-americano em direção à Estação Espacial Internacional foi em 2011, ano em que o ônibus espacial Atlantis foi aposentado. Desde então, os EUA têm dependido dos foguetes russos Soyuz para chegar à estação, partindo do Cazaquistão.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook