Casos de bruxismo aumentam na pandemia e no período eleitoral

Dentista Gustavo Belligoli destaca que é evidente o aumento dos casos no cenário atual devido ao estresse, às mudanças de hábitos e à ansiedade.

Eleições presidenciais nos Estados Unidos, eleições municipais no Brasil, crise sanitária e econômica: um cenário perfeito para criar tensão na população e aumentar os casos de bruxismo. O alerta é do dentista Gustavo Belligoli. “O aumento recente dos casos de bruxismo na população parece ter relação direta com  esse momento. A tensão do dia a dia se manifesta no ranger e no apertar dos dentes principalmente durante o sono e até mesmo durante o dia em alguns casos”, alerta o cirurgião dentista.

O bruxismo é uma desordem caracterizada pela tensão da região da mandíbula. Durante o sono, o paciente aperta com força os dentes, o que provoca dores musculares e desgaste dos dentes. Belligoli alerta que além do desconforto e dos problemas estéticos causados, já que os dentes podem ficar desgastados e com tamanho modificados, é possível ter consequências piores, como a perda óssea.

“O bruxismo tem raízes genéticas, mas situações de estresse e ansiedade podem ser um catalisador”, destaca. O bruxismo acomete cerca de 15% das crianças e tende a diminuir conforme o passar dos anos, entretanto, não existe idade para se manifestar. “Apesar de ser mais frequente no adulto, crianças também podem ter bruxismo”. É um problema que precisa ser levado a sério sempre, portanto, o diagnóstico com um profissional é crucial em qualquer idade”, destaca.

Fonte: Namidia News

Comente com Facebook