7 passos para manter o controle financeiro na volta aos comércios

Com a volta dos comércios durante o período de quarentena, muitas pessoas que mantiveram o consumo reduzido durante a pandemia já fazem planos para voltar a usar o dinheiro com as compras.

Porém, é necessário que nessa volta exista muito cuidado e planejamento. Planejar, talvez seja uma das mais importantes do cotidiano. E nas contas, não é diferente, manter um planejamento em alta principalmente no quesito financeiro, é um bem muito necessário.

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Instituto FSB, em um grupo com 11 bens de consumo, dois terão muita procura após o fim da pandemia, são eles roupas (34%) e calçados (31%).

No entanto, como forma de prevenção para lidar com a volta dos comércios, João Figueira, Head de Operação da fintech Simplic, separou abaixo sete passos para manter o controle financeiro nessa e em outras situações.

Confira:

1)  Tenha metas em seu cotidiano

Apesar dessa dica parecer um pouco óbvia, ela é extremamente necessária. É preciso ter um objetivo, estabeleça uma meta, coloque ela em prática com o ato de guardar uma quantia por mês para determinada ação, dessa forma você irá colocar isso como um passo importante para alcançar o que deseja.

2)  Utilize ferramentas para entender o seu fluxo

Neste quesito, conte com a ajuda de uma planilha, abasteça ela com as informações do quanto você entra, e com cada gasto. Diferente do que muitas pessoas pensam, as pequenas despesas podem se tornar um problema. No entanto, anote todos os gastos, desde a bala na padaria até o abastecimento do carro. Ter conhecimento de todos os seus gastos irão te ajudar com os planos.

3)  Não compre o que não precisa

Com a volta dos comércios, será que é mesmo necessário comprar tudo aquilo que você ficou sem durante os meses de pandemia? Lembre-se sempre dessa pergunta, alguns bens são indispensáveis neste momento, fique atento às promoções e reflita se realmente vale a compra.

4)  Mantenha a opção do consumo em casa

Apesar da abertura dos restaurantes, a opção do consumo em casa ainda é a mais indicada. Mesmo com a grande variedade encontrada nos restaurantes e deliverys, você pode produzir sua receita favorita de forma mais econômica. Dessa forma o orçamento ganhará mais força e você não cairá na tentação de aumentar seu consumo.

5)  Faça uma pesquisa de preços

Muitas empresas estão aproveitando esse retorno para colocarem diversas promoções em evidência. Porém, muitos preços que brilham os olhos são os mesmos de cinco meses atrás. Portanto, antes de finalizar a compra utilize ferramentas para pesquisar qual o melhor preço de mercado. Muitas vezes é preciso fazer a comparação entre lojas físicas e virtuais.

6)  Não entre em dívida

Apesar de tentador, as parcelas de cartão de crédito não são boas alternativas para quem deseja economizar e manter o orçamento positivo. Faça o exercício do consumo consciente e opte por opções em que você não precise passar meses pagando.

7)  Lembre-se de pedir descontos

Muitas pessoas não se sentem confortáveis em solicitar desconto, por outro lado algumas acreditam que pechinchar é a arte do negócio. Muitos estabelecimentos já colocam o valor acima do mercado para alcançar uma negociação razoável esperando que o cliente peça um desconto. Deixe de lado a vergonha e cultive esse hábito, principalmente na compra de artigos mais caros.

Fonte: Namidia News, com informações de Simplic.

Comente com Facebook