Último suspiro: Prefeito Jânio Natal reúne pouco mais de 500 nomeados e contratados em busca de apoio político

O prefeito Jânio Natal tem a esperança de tentar uma façanha inédita nos seus quase 50 anos de vida pública: Se reeleger.

Para conseguir tal feito considerado impossível dado a alta rejeição do seu mandato, Jânio reuniu na tarde desta quarta-feira(06), nomeados e contratados para uma convocação na tentativa de ver melhora no seu quadro político.

O evento foi fraco considerando mais de 3.700 contratados, o maior número da história, pouco mais de 500 pessoas se apertaram em um local quente e com pouca estrutura. Pra piorar, Jânio não bateu o martelo e anunciou a candidatura, o que frustrou os mais afoitos.

Ausência sentida, foi a do vice Paulinho Toa Toa, que segundo Janistas é carta fora do baralho numa possível candidatura de Jânio, a vice deve ficar com Raissa Soares.

Segundo aliados do próprio prefeito, nos últimos meses, Jânio viu os números despencarem nas pesquisas, enquanto seus rivais, Cláudia Oliveira e Luigi Rotunno tem números muito mais significativos.

O mal desempenho de Jânio se deu a uma gestão desastrosa, onde o prefeito se cercou de incopetentes secretários que conseguiram levar a popularidade de Jânio a UTI.

A sorte do prefeito que a UTI neste texto é no sentido figurado, já que a saúde é onde o prefeito tem as piores avaliações da comunidade.

A quem analise a reunião do prefeito como uma forma de segurar o grupo até dia 03 de abril, quando encerra o prazo para as filiações aos partidos políticos, o mesmo foi feito pelo prefeito Abade em 2012, quando filiou o maior número de pré candidatos e não foi candidato na época.

Jânio é raposa velha na política e não vai entrar no jogo para perder, quando vê que não dá mais, ele vai pegar o chapéu e dar bye bye, quer apostar?

*Coluna Resenha do Gordo, vem aí um novo podcast, aguardem.

Comente com Facebook