Preços de verão sobem mais que a inflação

Vários itens de verão, como cerveja e sorvete, subiram mais no acumulado de janeiro a dezembro de 2011 do que em igual período de 2010

O levantamento foi feito a partir de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Na lista estão sorvete (16,41%), cerveja fora de casa (14,72%), refrigerante e água fora de casa (11%).

Pressões de custo (como a alta do salário mínimo e seu impacto nos serviços), aumento de impostos (bebidas), renda em alta e a consequente elevação do consumo explicam os reajustes de artigos típicos da estação quente, segundo economistas.

FOLHA

Comente com Facebook