Patriotas pede cassação da vereadora Roberta Caires em Salvador

O presidente estadual do Patriotas, Alexandre Marques, decidiu pedir na Justiça o mandato dos vereadores Roberta Caires e Sandro Bahiense, por infidelidade partidária. Os dois deixaram a legenda para partidos da base do prefeito Bruno Reis (União Brasil) alegando incompatibilidade com a legenda, e ainda anexaram uma decisão do então presidente interino da agremiação no município, o vereador Átila do Congo, liberando-os para a mudança.

Mas, segundo Marques, o estatuto partidário diz que a permissão para a liberação de quadros do Patriotas só pode ser dada pelo presidente nacional da sigla. O presidente estadual do Patriotas é vereador licenciado em Lauro de Freitas, onde é secretário da prefeita petista Moema Gramacho.

Daí, a alegação dos vereadores de que sua motivação seria meramente política, destinada a conturbar a base na Câmara de Bruno, que passou a sofrer oposição cerrada do governo estadual desde que o presidente da Casa, vereador Geraldo Jr. (MDB), se tornou vice na chapa do candidato do PT a governador, Jerônimo Rodrigues.

Os vereadores governistas dizem não ver chance de sucesso na empreitada porque os suplentes que seriam beneficiados pela eventual cassação dos mandatos de Roberta e Sandro, apesar de eventualmente ficarem gratos ao governo estadual, já deixaram claro que ficarão na base do prefeito.

Uma vez com o mandato nas mãos, eles não teriam motivos para romper com Bruno e ir para a oposição, alegam os vereadores aliados. Os dois primeiros suplentes do Patriota que seriam beneficiados com a eventual cassação de Roberta e Sandro são Tuíco, o profeta e Márcio Ribeiro.

Da Redação Namidia News

Comente com Facebook