Jânio Natal é punido por acusação de ‘compra de voto’

Jânio Natal
(Foto: Josemar Pereira/Ag. Haack/bahia.ba)

Nesta quarta-feira (4), uma decisão proibiu a chapa do deputado estadual Jânio Natal (PL) de distribuir brindes, bonés e camisetas de campanha da coligação “Aliança do Bem”. O legislador e ex-prefeito concorre novamente ao Executivo de Porto Seguro nas eleições deste ano.

A proibição contra Natal foi determinada pelo juiz eleitoral Rafael Siqueira Montoro. Na decisão, o magistrado ainda determinou o recolhimento do material. Em caso de desobediência, a multa é de R$ 20 mil.

O magistrado acolheu ação movida pela coligação adversária “Unidos por Porto Seguro” que tem como candidato Uldurico Junior (Pros). Conforme a acusação, a chapa de Jânio Natal e do seu candidato a vice-prefeito, Paulinho Tôa Tôa, cometeu abuso de poder econômico ao distribuir os brindes com a intenção de “compra de votos”.

Os itens estariam confeccionados na cor azul e identificados com o número de urna, 22. Ademais, outro fato considerado na decisão é que o gasto com o material não constava na prestação de contas parcial disponível no site oficial de divulgação de candidaturas e contas eleitorais.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de Bahia Notícias

Comente com Facebook