Dra. Raissa diz que MP-BA está tendo postura política ao promover ação contra ela

Dra. Raissa diz que MP-BA está tendo postura política ao promover ação contra ela
(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Em entrevista ao programa Bahia No Ar na tarde desta quarta-feira (25), a secretária de Saúde de Porto Seguro, Dra. Raissa Soares, afirmou que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) está tendo uma postura política ao promover uma ação civil pública contra ela. De acordo com a médica, seu único objetivo é salvar vidas.

Na semana passada, o MP-BA entrou com ação na Justiça pedindo a saída de Raissa Soares por recomendar o uso do “kit Covid” no combate ao novo coronavírus. Além disso, o órgão também pediu que a prefeitura pare de usar e distribuir as medicações que compõem o kit: cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina.

“O Ministério Público está me processando porque eu defendo vidas. O MP não considerou os resultados de Porto Seguro, eles simplesmente têm uma postura política, e trouxe para uma questão político-partidária”, disse a secretária de Saúde de Porto Seguro.

Ela continua, e defende seu ponto de que o Ministério não está levando em conta os resultados vistos no município. “O deputado estadual do PSOL que começou o processo no Ministério Público, porque o deputado não é médico, do PSOL da Bahia, ele movimenta o MP que eu estou fazendo algo de prejuízo do município de Porto Seguro. Completamente o oposto da realidade que estamos vivendo na cidade”, disse a secretária de Saúde de Porto Seguro”, finalizou Raissa.

Além disso, a doutora afirma que já tem advogados envolvidos na ação, que sua defesa já está sendo julgada e que cabe aos juízes definir o desfecho do processo.

Por fim, na entrevista, Raissa Soares ainda apontou que a pandemia trouxe à tona todo o caos político do Brasil, com uma ruptura nos poderes com mandos e desmandos.

Na ação, o Ministério Público da Bahia também solicitou que a Justiça bloqueie até R$ 50 mil em bens da secretária para ressarcimento do dano coletivo, pela lei anticorrupção.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de Bahia No Ar

Comente com Facebook