‘Por favor, não é brincadeira’: Jovem pede socorro em guardanapo após ser assediada pelo chefe

Pedido de socorro em guardanapo
Jovem escreveu pedido de socorro em guardanapo e enviou o bilhete junto com lanche (Foto: Guarda Municipal de Chapecó/Divulgação)

Na noite da última sexta-feira (28), uma funcionária de uma lanchonete de Chapecó, em Santa Catarina, usou o guardanapo de um lanche que preparou para pedir socorro. De acordo com a Guarda Municipal de Chapecó (GMC), ela tem 19 anos e fez o pedido depois que o dono da lanchonete em que trabalhava a assediou.

“Por favor, chame a polícia nesse endereço. Meu chefe está me assediando e está tentando me drogar. Sou cozinheira. Por favor, não é brincadeira”, escreveu a funcionária no pedido de socorro. Um casal recebeu o bilhete junto com a comida por delivery e, assim, procurou ajuda.

No estabelecimento, a jovem disse aos guardas que eles estavam sozinhos no local quando o chefe, um homem de 48 anos, tentou agarrá-la durante o trabalho. Ainda conforme a funcionária, o dono da lanchonete ainda ofereceu R$ 150 para que os dois mantivessem relações sexuais. O homem, de acordo com a jovem, também lhe propôs beber vinho e cocaína misturados.

A guarda municipal realizou buscas e encontrou duas buchas de cocaína. Assim, eles conduziram o homem à delegacia e realizaram um boletim de ocorrências. Entretanto, segundo a GMC, as autoridades não o detiveram, mas abriram um inquérito para apurar o crime.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook