Menina desaparecida é encontrada se escondendo em armário da casa da amiga

Buraco no chão
Policiais também encontraram "buraco no chão" em que a garota, desaparecida por 1 semana, passava as noites (Foto: Reprodução/Calaveras County Sheriff's Office)

Uma garota de 14 anos estava desaparecida por mais de uma semana, após sair para dormir na casa de uma amiga. As buscas chegaram a um final chocante, na sexta-feira (30), quando policiais a encontraram escondida dentro de um armário, na casa em que passaria apenas uma noite.

Três adultos foram presos, por contribuírem para a delinquência da menor e fornecer informações falsas às autoridades.

Um quarto oculto por um alçapão, no porão da casa da amiga, em West Palm, no estado americano da Califórnia, também foi descoberto pela polícia. Nele, as autoridades encontraram pertences pessoais da garota. Conforme a polícia, os motivos não são claros, mas ela estava “se escondendo intencionalmente”.

Moradores maiores de idade do local, Isaiah Haggard, de 20 anos, e a mãe dele Annie Pearl Abernathy, de 43, receberam acusações conforme registros judiciais. Conforme um relatório da polícia, eles “disseram aos oficiais que a menina havia saído e foi observada pela última vez caminhando pela calçada”.
Armário
Armário onde a polícia encontrou a garota (Foto: Reprodução/Calaveras County Sheriff’s Office)

Os Serviços de Proteção à Criança temporariamente assumiram a custódia dos outros filhos de Abernathy, entre eles a amiga que convidou a garota escondida, até que outros membros da família pudessem buscá-los.

O sargento Greg Starl comentou sobre a operação de busca ao jornal L.A Times. “Não temos certeza se ela estava apenas dormindo lá, ou se estava lá se escondendo, mas é bastante óbvio que ela estava dormindo em um buraco debaixo de uma casa.”

A garota, encontrada sem ferimentos, conversou com os policiais e deixou claro que não precisava de ajuda médica.

Além dos moradores da casa, um cidadão de West Palm também foi preso por atrapalhar a operação de busca. De acordo com o Gabinete do Xerife local, os suspeitos saíram da cadeia após pagar uma fiança de US$ 20 mil, cerca de R$ 110 mil.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de UOL

Comente com Facebook