Homem manda irmão fazer teste de paternidade em seu lugar e ambos são presos

Um homem relutante em assumir o filho foi preso após tentar fraudar um teste de DNA em Shepshed, uma cidade de 14 mil habitantes na Inglaterra. O The Mirror divulgou as informações.

Christian Robinson, 26, solicitou um exame de DNA após sua ex-companheira requisitar judicialmente que ele assumisse a paternidade do filho.

Ele então pediu ao irmão mais novo, Samuel, que fosse à clínica e fizesse o teste em seu lugar, esperando assim que o resultado fosse negativo.

Mas o tiro saiu pela culatra. A compatibilidade do DNA de Samuel mostrou que ele não era o pai, de fato, mas tinha parentesco com o bebê.

Conforme a polícia local, a clínica mostrou à mãe da criança uma foto do homem que participou do teste. Ela afirmou que o rapaz da foto se parecia com uma versão mais jovem de seu ex-companheiro.

Os dois irmãos receberam condenações na última terça-feira (13) por falsidade ideológica e estão presos. Christian ainda foi condenado a pagar 5,5 mil libras de pensão atrasada para o filho, cerca de R$ 42 mil.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de UOL

Comente com Facebook