Polêmica na Balsa: Carro de empresa paga mais caro e cobrança irrita morador

Um fato até então desconhecido da maioria dos moradores de Porto Seguro, foi registrado na balsa que faz a ligação do centro ao Arraial D’ajuda.

Um morador, gerente de vendas de uma rede hoteleira, foi embarcar na balsa, sentido Arraial D’ajuda, quando foi surpreendido com uma pergunta: “Posso ver o documento do carro se está em nome de empresa?”.

Segundo o morador, assim que chegou na fila, apresentou a habilitação e titulo de eleitor, comprovando ser morador de Porto Seguro.

Após a checagem do documento, o atendente pediu para ver os documentos do carro e constatou está em nome de pessoa jurídica.

Com isso, o gerente de vendas foi obrigado a pagar o valor cobrado de turistas.

Revoltado, ele exigiu a emissão da nota fiscal que comprova a cobrança.

“Isso é um absurdo. Um verdadeiro roubo contra os moradores da cidade. Quer dizer que agora não posso ter o carro em nome da empresa que devo pagar mais caro?”, desabafou.

Na tabela afixada na balsa, não consta o valor da cobrança diferenciada para veículo de empresa.

Prefeitura e empresa não se manifestaram

O atendente justificou a cobrança, alegando que a “culpa” era da prefeitura que havia feito a lei.

O caso aconteceu no último domingo (24) e na segunda, o News procurou a empresa Rionave e a prefeitura de Porto Seguro pedindo esclarecimentos.

Até o fechamento desta matéria, nesta quinta-feira(28), não obtivemos retorno.

A cobrança diferenciada para turistas sempre gerou polêmica e muitos setores da sociedade reclamam do que chamam de ‘exploração’.

Uma denúncia deve ser protocolada junto ao Ministério Público com o pedido de averiguação dos fatos.

Comente com Facebook