Rebelo promete para este mês logo do Mundial e sedes da Copa das Confederações

Definições são importantes para os patrocinadores e para a divulgação de material publicitário

SÃO PAULO – Depois de o governo brasileiro ter ido até a Fifa, agora é a vez de a Fifa vir ao Brasil. E a visita talvez aconteça ainda neste mês de maio. A possibilidade foi levantada nesta quinta-feira à noite pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, em São Paulo, ao falar dos próximos passos na organização da Copa do Mundo de 2014. “Precisamos anunciar o logotipo da Copa e também as sedes da Copa das Confederações. E isso poderá ocorrer ainda este mês”, disse Rebelo.

A definição sobre o logotipo da Copa é interesse dos patrocinadores da Fifa, que estão ansiosos por ligar seus produtos e serviços à marca do Mundial de 2014. Por isso, o anúncio deve ser feito o mais rapidamente possível. Já o anúncio sobre as cidades que receberão a Copa das Confederações inicialmente estava marcado para o mês de junho, mas há tentativa do governo e do Comitê Organizador Local, COL, de divulgar as sedes o mais rápido possível.

A Arena Pernambuco e a Fonte Nova ainda necessitam de confirmação. O risco de ficarem de fora diminuiu, com a melhora do ritmo das obras. O Maracanã, cujas obras de reconstrução atingiram 50%, segundo o governo do Rio, também parece ter afastado o risco de ficar de fora.

Rebelo, que deu uma palestra para estudantes da Universidade Nove de Julho (Uninove), rebate de forma veemente os comentários de que governo brasileira e Fifa intervieram no COL. “Discordo, não houve intervenção. O que fizemos fui unir esforço. O governo vai colaborar para dar agilidade aos preparativos. E o nosso representante (o secretário-executivo do ministério Luis Fernandes) não vai receber nada da Fifa, não vai ter ajuda de custo, nem diária paga por eles.”

Aldo disse que ficou sabendo da intenção da Fifa de colocar um integrante do governo no COL na terça-feira, em Zurique.  “Queriam que fosse eu, mas indiquei o Luís.”

Comente com Facebook