Moody’s revisa bancos do México e do Brasil para possível rebaixamento

A Moody’s colocou em revisão para possível rebaixamento alguns ratings de dívida e de depósito, de curto e longo prazos, de 15 grupos de bancos e de seguros do Brasil e do México. O anúncio segue a revisão para possível rebaixamento de vários bancos na Europa e nos Estados Unidos ocorrida em 15 de fevereiro de 2012, bem como a avaliação global da Moody’s sobre as conexões entre bancos e risco de crédito soberano.

As instituições afetadas, que são subsidiárias das instituições da Europa e dos Estados Unidos, são o Banco Santander (Brasil), Citibank, BES Investimento do Brasil, HSBC Bank Brasil, Deutsche Bank Mexico, Bank of America Mexico, Banco Credit Suisse Mexico e Barclays Bank Mexico. A lista inclui ainda instituições financeiras com ratings autônomos acima de seu soberano: Banco Bradesco, Itaú Unibanco Holding (incluindo subsidiárias de bancos e seguradoras), Banco do Brasil, Banco Votorantim e Banco Safra; além de subsidiárias de instituições financeiras dos Estados Unidos e Europa com ratings autônomos acima de seu soberano, como o BBVA Bancomer e Banco Nacional de Mexico.

A revisão foca as duas seguintes questões: a capacidade e/ou disposição potencialmente reduzida das instituições financeiras da Europa e Estados Unidos para fornecer suporte às suas subsidiárias da América Latina e a sensibilidade e o grau aos quais alguns perfis de crédito autônomos estão correlacionados com a qualidade do crédito soberano.

(Equipe Agência Estado)

Comente com Facebook