MELHORIAS: Frequentadores do Centro Histórico de Porto Seguro apontam desmazelo com o patrimônio

Na última quarta-feira (3), o Namídia News foi conferir de perto a situação do Centro Histórico de Porto Seguro após inúmeras denúncias sobre um dos principais pontos turísticos da cidade. Frequentadores alegam que o descuido dos órgãos públicos com o espaço traz malefícios para visitantes e artistas que se apresentam no local.

De acordo com uma queixa feita por um frequentador assíduo da famosa Cidade Histórica, o local onde acontecem as apresentações de grupos culturais está em um estado deplorável. O ambiente tem desde a fiação elétrica à mostra, quanto ferrugem na base da mini arquibancada.

Em registros feitos pela redação do Namídia, pode-se ver o tablado de madeira com perfurações em alguns pontos, arquibancadas com ferrugem, fiação elétrica à mostra, brechas nas telhas e, até mesmo, deterioração dos basculantes onde funcionam o camarim e banheiro.

Conforme um artista local, que prefere não ser identificado, a reforma que foi realizada há quase um ano não passou de uma maquiagem. Segundo ele, logo após os reparos realizados, os mesmos problemas surgiram e dessa vez até pior.

Uma das principais complicações visíveis no espaço é a oxidação do ferro da base das arquibancadas. Nas fotos capturadas, é possível ver que pedras foram colocadas na parte de baixo dos bancos para sustentar a estrutura em que moradores e turistas sentam para assistir as performances que ocorrem quase todos os dias.

Além dessas áreas, o palco também sofre com a deterioração, pois possui uma rachadura na parte da frente . De acordo com artistas locais, ter o apoio da prefeitura ou de um órgão público que possa auxiliá-los é essencial para manter viva a cultura da região, principalmente as expressões afro-brasileiras, que têm sido extintas uma a uma.

Comente com Facebook