Jatinho de luxo que caiu em Maraú pertence a bilionário brasileiro

Acidente aéreo

O jatinho que caiu nesta quinta-feira (14) próximo da pista de pouso do resort Kiaroa Eco-Luxury na praia de Barra Grande Pertence a um bilionário brasileiro.

O bimotor Cesna Citation 550 de Prefixo PT-LTJ, que caiu é de propriedade do bilionário brasileiro José João Abdalla Filho, de 74 anos.

O avião deixou uma mulher morta e outros nove feridos. Até às 15h, não havia informações de mortos, mas, por volta das 16h30, a prefeitura da cidade confirmou que uma mulher morreu e outras nove pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança. 

Banqueiro e político, ele é atualmente o nono homem mais rico do Brasil (769 do mundo), conforme informações da revista de negócios Forbes.com. Mais conhecido como Juca Abdalla, ele é dono do Banco Clássico e tem uma fortuna estimada de US$ 3,1 bilhões (R$ 12,9 bilhões), 

Em entrevista ao portal R7 por volta das 15h30 desta quinta, Abdalla confirmou que é o proprietário do jatinho. Ele, no entanto, encontra-se na cidade de Nova York e não sabe quem estava à bordo da aeronave. Segundo dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava com o certificado de aeronavegabilidade em situação regular.

Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura da cidade, o acidente ocorreu pouco depois das 14h e deixou pessoas feridas.

Até às 15h, não havia informações de mortos. Mas, por volta das 16h30, a prefeitura confirmou que uma mulher morreu e outras nove pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança.

A Polícia Civil informou que equipes da Delegacia Territorial (DT) de Maraú realizam os levantamentos iniciais sobre a queda do avião. “A unidade expediu a guia de remoção da vítima fatal”, diz a nota.

Comente com Facebook