Restauração mal feita deixa escultura com rosto desfigurado

Escultura antes e depois da restauração
Foto à direita mostra como ficou a escultura após restauração e, à esquerda, como era antes, em edifício na cidade de Palencia, na Espanha (Fotos: Agencia ICAL & AP Photo/Alberto Calleja)

Uma restauração desastrada de uma escultura no norte da Espanha ressuscitou a lembrança de outros casos parecidos no país, que também tiveram resultados ridículos. Exemplos disso são: um afresco de Cristo “recuperado” há oito anos (leia mais ao fim da reportagem) e, mais recentemente, um quadro da Virgem Maria, que ficou irreconhecível.

O mais recente incidente diz respeito a uma escultura em relevo no exterior de um edifício de escritórios ornamentado na cidade de Palencia.

O que antes era o busto de uma mulher sorridente, agora se parece mais com a cabeça de um personagem de desenho animado.

Escultura antes de restauração
Imagem antiga mostra como era escultura antes de restauração, em edifício na cidade de Palencia, na Espanha (Foto: Agencia ICAL)

A desfiguração foi revelada por um artista local que mora perto do prédio comercial e foi avisado por uma florista. Antonio Capel postou fotos de antes e depois em seu perfil no Facebook, provocando uma onda de reação nas redes sociais e chamando atenção da imprensa.

“Eu fiquei surpreso. Como eles podem ter feito isso?”, Capel disse à agência Associated Press na quarta-feira (11). “Deve ter pelo menos dez anos, e só estamos descobrindo agora.”

Escultura após restauração
Imagem atual mostra como ficou escultura após restauração, em edifício na cidade de Palencia, na Espanha (Foto: AP Photo/Alberto Calleja)

De acordo com ele, o prédio do século 20 pertence a um banco, mas os inquilinos decidiram consertar a fachada há alguns anos.

Agora, pessoas estão parando para olhar para o prédio e tirar fotos.

Comparação

A restauração mal feita atraiu comparações imediatas com o afresco “Ecce Homo”, da cidade de Borja, no norte da Espanha.

Cecilia Giménez, uma artista amadora local, decidiu que a representação de Cristo na igreja do Santuário da Misericórdia, criada na década de 1930, precisava ser restaurada, mas o rosto que ela produziu em 2012 imediatamente atraiu comparações com um macaco.

Ecce Homo original, deteriorado pela passagem do tempo e 'restaurado' por Cecilia Giménez
Ecce Homo original, deteriorado pela passagem do tempo e ‘restaurado’ por Cecilia Giménez (Foto: Centro De Estudios Borjanos)

No entanto, seu trabalho se transformou em uma atração turística de Borja — resta saber se o trabalho em Palencia terá o mesmo efeito.

Um porta-voz da Prefeitura de Palencia não soube dizer quando a obra foi realizada ou por quem, mas disse que a restauração provavelmente seria investigada pelas autoridades regionais. Ele não quis se identificar.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook