Político corta o próprio pulso durante debate no parlamento na Tailândia

Wisarn Techatheerawat cortando o punho esquerdo depois de criticar o primeiro-ministro da Tailândia
Wisarn Techatheerawat cortou o punho esquerdo depois de criticar o primeiro-ministro da Tailândia (Foto: Reprodução)

Um deputado da Tailândia cortou o próprio pulso, em pleno Parlamento, com uma faca de cozinha, logo após acusar o primeiro-ministro do país de ignorar protestos democráticos.

Wisarn Techatheerawat fazia um discurso acalorado em Bangcoc, quando arregaçou a manga da camisa e, com o utensílio doméstico, repetidamente fez cortes horizontais no próprio pulso esquerdo.

Imagens da transmissão estatal mostram o político criticando a postura do governo em relação aos protestos liderados por jovens, momentos antes de cortar o braço.

“Não consigo pensar numa solução para este problema. Não quero que as crianças sangrem. Eu gostaria de sangrar para mostrar ao primeiro-ministro Prayut Chan-O-Cha minha indignação”, disse Techatheerawat antes de se ferir.

O político caiu em sua cadeira e foi socorrido por outros parlamentares. Apesar do choque os cortes foram apenas superficiais. Wisarn foi atendido e seguiu na sessão.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de UOL

Comente com Facebook