Mulher é baleada durante invasão ao Capitólio Sede do Congresso dos EUA


Uma mulher ainda não identificada foi baleada dentro do Congresso dos EUA e está em estado grave de saúde, segundo as emissoras de TV CNN e MSNBC.

O Capitólio, sede do Congresso americano, foi invadido na tarde desta quarta-feira (6) por apoiadores de Donald Trump, que interomperam a sessão que iria ratificar os resultados eleitorais com a vitória do democrata Joe Biden. 

Não há detalhes sobre as circunstâncias em que a mulher foi atingida. Segundo a CNN, ela foi atingida no peito.

Imagens em redes sociais mostram uma mulher sendo socorrida no chão em uma área interna do Congresso.

A MSNBC transmitiu a mulher sendo retirada do Capitólio, sangrando bastante. Além disso, o deputado Kevin McCarthy disse ter ouvido tiros dentro do Congresso.

Com a invasão, a sessão foi parada e os congressistas foram levados por seguranças para áreas protegidas. O vice-presidente Mike Pence, que presidia a sessão, como manda o ritual, foi retirado do prédio, de acordo com a imprensa. Não há previsão para quando a sessão serão retomada e a certificação concluída. 

Uma hora antes da sessão, Trump fez um comício em Washington e disse à uma multidão lá presente, convocada pelo próoprio presidente pelas redes sociais, que jamais assumirá a derrota para Biden. Mesmo sem provas e com sucessivas derrotas nas cortes, Trump continua insistindo que houve fraudes variadas nas eleições. Foram mais de 60 processos do time legal do presidente até agora.

Biden teve 81 milhões de votos, contra 74 milhões de Trump.

A posse do democrata está prevista para o próximo dia 20, mas para isso os resultados devem ser certificados pelo Congresso, o que deveria acontecer hoje.

Comente com Facebook