Homem negro morre após ser sufocado por policial nos EUA

Atenção! Esse vídeo contém cenas fortes

A morte de um homem negro de 46 anos, que sufocou após ter sido imobilizado no chão por um policial, gerou protestos em Minneapolis, no estado americano de Minnesota, e de celebridades nas redes sociais. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, George Floyd aparece no chão, imobilizado, enquanto um agente pressiona seu pescoço com o joelho. Nas imagens, Floyd pede ajuda: “Por favor, eu não consigo respirar, por favor”. Portanto, os quatro policiais envolvidos foram demitidos nesta terça-feira.

Nas imagens, feitas por um homem que passava pelo local, Floyd aparece com um policial ajoelhado sobre seu pescoço, ele tenta se mexer e reclama diversas vezes por não estar conseguindo respirar, até que em determinado momento para de reagir. No entanto, segundo as autoridades, Floyd foi levado a um hospital e morreu.

LeBron James

Jogador do Los Angeles Lakes aparece com camisa nas redes sociais que faz alusão à causa da morte de negro de 46 anos nos EUA. Outros astros da NBA também se manifestam.

LeBron James usou novamente as redes sociais para manifestar indignação pela morte de George Floyd, de 46 anos, morto na última terça por violência policial. Desta vez, o astro do Los Angeles Lakers estampou na camisa a mensagem “não consigo respirar”, uma alusão à causa da morte de homem negro por asfixia.

A vítima era um dos melhores amigos de Stephen Jackson, campeão da NBA em 2003 pelo San Antonio Spurs. O caso veio à público após a divulgação das imagens na internet. O vídeo mostra de forma explícita o momento em que um policial pressiona o pescoço de Floyd com um dos joelhos contra seus protestos de que não consegue respirar.

https://www.instagram.com/p/CAsswn-gbwe/

Na legenda, LeBron usou emojis para expressar que a revolta e tristeza ainda continuam. Além disso, a foto postada tem mais de 24 mil comentários, entre eles da atriz americana Halle Berry, famosa por interpretar nos cinemas a personagem mulher – gato: ” Eu estou muito brava. Não existem palavras.”

Outras publicações

Quem também registrou revolta em seu perfil foi Stephen Curry, do Golden State Warriors. No entanto, o armador usou a forte imagem do policial com joelho no pescoço da vítima para falar sobre o assunto.

– Se essa imagem não te incomodar e te irritar, então eu não sei. Eu já vi muitas pessoas falarem e tentarem articular o quanto estão cansadas e com raiva. Tudo bem, mas é a mesma realidade que vivemos. George Floyd. George tem uma família. Não merecia morrer. George pediu ajuda e foi simplesmente ignorado, o que fala alto e claro que sua vida negra não importava. Ele foi assassinado. George não era humano para aquele policial que lentamente e propositadamente tirou sua vida – escreveu na legenda da foto.

Pivô do Utah Jazz, Rudy Gobert também manifestou indignação com a morte de mais um negro em vítima de ação policial nos Estados Unidos. Além disso, em fevereiro, o jovem negro Ahmaud Arbery, de 25 anos, foi perseguido até ser morto a tiros por dois homens brancos. No entanto, o vídeo do jovem foi divulgado no início de maio e também causou comoção.

Fonte: O Globo

Comente com Facebook