Família canadense decide viajar pelo mundo antes de seus filhos ficarem cegos

Um casal canadense está em uma situação difícil no que diz respeito aos filhos, mas estão fazendo o melhor possível.

Três de seus filhos têm uma condição rara chamada retinite pigmentosa, que resulta em declínio ou perda de visão ao longo dos anos.

Sem saber por quanto tempo seus filhos poderão enxergar, seus pais decidiam levá-los para viajar ao redor do mundo por um ano.

Edith e Sébastian esperam oferecer aos filhos um tesouro de “memórias visuais”.

Os pais notaram que sua única filha, Mia, estava tendo problemas de visão alguns anos atrás. Então acabaram descobrindo que dois de seus três filhos, Colin e Laurent, têm a mesma condição. O terceiro filho, Leo, é o único que não apresenta a doença.

“Não sabemos o quão rápido isso vai acontecer, mas esperamos que eles fiquem completamente cegos só depois da meia-idade”, disse Edith à CNN Travel.

A família juntou suas economias e um generoso presente monetário do patrão de Sébastian. Os pais são veteranos em viagens, mas esse conjunto específico de aventuras é único.

A viagem deveria acontecer em 2020, mas a pandemia atrasou os planos por dois anos. A família começou a viajar em março deste ano.

Edith e Sébastian estão lidando com o inevitável com graça. As crianças são curiosas, fazem muitas perguntas e são hábeis em se adaptar às mudanças ambientais.

A CNN Travel relata que “eles começaram sua viagem na Namíbia, onde se aproximaram de elefantes, zebras e girafas, antes de seguir para a Zâmbia e para a Tanzânia, e depois voar para a Turquia, onde passaram um mês. A família então seguiu para a Mongólia, antes de seguir para a Indonésia.”

As crianças encontram alegria não apenas nos safáris e maravilhas naturais, mas nas coisas simples.

“Nunca sabemos o que vai impressioná-los”, disse Edith. “Eles veem cachorrinhos na rua e é a melhor coisa da vida deles.”

Os pais estão a par com o ensino escolar, dando aulas eles mesmos e mantendo o momento de estudo durante as viagens, o famoso “homeschooling” que é até comum no exterior para alguns.

O instagram da família é @pleinleursyeux

Fonte: CNN

Comente com Facebook