Caça a jato intercepta avião que invadiu espaço aéreo perto de comício de Trump

O presidente Donald Trump durante comício
O presidente Donald Trump durante comício (Foto: Jonathan Ernst/Reuters)

Um avião entrou no espaço aéreo restrito durante um comício do presidente Donald Trump em Bullhead City, no Arizona, nesta quarta-feira (28), o que levou um caça a jato a ser acionado para interceptá-lo, lançando sinalizadores para impedir seu curso. O avião foi desviado sem mais incidentes.

John Cornelio, porta-voz do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), disse em um comunicado que uma aeronave F-16 foi enviada na tarde de quarta-feira para investigar um pequeno avião que entrou no espaço aéreo durante o comício do presidente.

“A aeronave em violação não respondeu aos procedimentos iniciais de interceptação, mas estabeleceu comunicações de rádio depois que a aeronave do NORAD lançou sinalizadores”, disse Cornelio.

“A aeronave em violação foi escoltada para fora da área restrita pela aeronave NORAD, sem mais incidentes.”

Trump, aparentemente pego de surpresa pelo caça a jato militar que surgiu em seu comício lançando sinalizadores, disse que o avião tinha “cerca de quatro dias de idade” e divulgou seu financiamento para os militares.

“Eu amo esse som, eu amo isso”, disse Trump ao som dos motores de aeronaves. “Você não sabe o que eu passei para colocar aqueles idiotas lá – eu tive que conseguir esse dinheiro dos democratas.”

Ele disse que o jato estava “tentando se exibir” para ele e chamou os sinalizadores de “uma pequena exibição” para o presidente.

Os agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos também reagiram à presença inesperada do jato durante o comício, com alguns movendo-se rapidamente em direção ao presidente, embora nunca tenham subido ao palco.

A multidão aplaudia ruidosamente quando o jato podia ser ouvido acima, com gritos de “U-S-A” e um homem gritando: “Esse é o som da liberdade!”

A aeronave menor, que interceptou o espaço aéreo, não estava visível para as pessoas em solo no Arizona, mas o jato de combate podia ser ouvido acima, causando uma reação da multidão no comício e do próprio presidente.

O comício de Trump no Arizona faz parte da corrida final de eventos de campanha que antecedem o dia da eleição, com o objetivo de fortalecer a presença em estados no qual ele venceu há quatro anos. O Arizona vivencia um número crescente de casos do novo coronavírus por dia, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Muitos participantes do comício nesta quarta-feira foram vistos usando máscaras, mas sem distanciamento social.

O surgimento do Arizona – onde tanto Trump quanto os candidatos democratas Joe Biden e Kamala Harris estavam programados para viajar nesta quarta-feira – como um estado instável pode trazer esperanças eleitorais de Trump.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook