Animal mais venenoso dos mares mata jovem de 17 anos

A cubomedusa australiana
A cubomedusa australiana (Foto: Dr. Robert Harwick)

Um menino de 17 anos morreu uma semana depois de ser picado por uma vespa-do-mar, que se parece com uma água-viva tradicional, em uma praia de Queensland, na Austrália.

Conforme o canal australiano 7News, o adolescente estava nadando em Patterson Point, perto da cidade de Bamaga, em 22 de fevereiro, quando foi picado pelo animal, também conhecido como cubomedusa e chamado pelos australianos de box jellyfish.

De acordo com a mídia local, essa foi a primeira morte causada por uma picada de vespa-do-mar em 15 anos.

A polícia de Queensland confirmou, na quinta-feira, que estava preparando um relatório para o legista após a morte repentina do jovem de 17 anos, que era de Bamaga.

O menino foi transportado para o hospital no dia 22 de fevereiro após o incidente e morreu no dia 1º de março, conforme a polícia.

Um porta-voz do Royal Flying Doctor Service, um serviço médico aéreo da Austrália, disse em um comunicado que a equipe médica estabilizou o paciente em Bamaga antes de transferi-lo para o Hospital Townsville, em 22 de fevereiro.

As cubomedusas têm tentáculos cobertos por pequenas setas carregadas de veneno, conhecidas como nematocistos.

Existem cerca de 50 espécies de cubomedusas, mas apenas algumas contêm veneno que pode ser letal para as pessoas – incluindo a espécie australiana, Chironex fleckeri, que é considerada o animal marinho mais venenoso, de acordo com o Serviço Oceânico Nacional.

A variedade australiana da criatura pode atingir até 30 centímetros de diâmetro e tentáculos com até 3 metros de comprimento.

Espécies grandes como a Chironex causaram mais de 70 mortes na Austrália, de acordo com a Queensland Health, que emitiu um alerta após o incidente.

“O recente incidente em Bamaga é um alerta oportuno para tomar precauções ao nadar em qualquer mar do Norte”, disse, em um comunicado, Marlow Coates, diretor de serviços médicos, do hospital Torres e Cape.

“Estamos vendo cubomedusas em nossas águas e elas podem causar a síndrome de Irukandji”, disse o diretor, citando a doença provocada pelo envenenamento por ferrão de medusas marítimas.   

Coates disse que os nadadores devem usar roupas de proteção, como trajes de lycra ou de neoprene, e ficar fora da água se não tiverem equipamentos de proteção.

As autoridades acrescentaram que uma grande picada da Chironex é “imediata e terrivelmente dolorosa” e “deve ser considerada uma ameaça à vida”.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook