Acusado de latrocínio de turista inglesa, ‘pirata’ é morto em confronto com a polícia

Operação da polícia do Amazonas mirava suspeitos de roubos em rios da região de Coari. Três morreram e dois foram presos. Canoísta estrangeira foi vítima em 2017.

O governo do Amazonas divulgou nesta quarta-feira, 26, que Jardel Pinheiro Gomes, jovem de 19 anos que respondia pelo latrocínio da canoísta inglesa Emma Kelty, foi morto em confronto com a polícia. No entanto, a morte aconteceu durante uma operação em Coari, no interior do Estado, desencadeada contra “piratas dos rios”. Além disso, outros dois suspeitos morreram na ação.

Emma Kelty, de 43 anos, viajava sozinha em um caiaque quando foi atacada por uma quadrilha e teve o corpo jogado no Rio Solimões em setembro de 2017. Gomes se tornou um dos suspeitos e, em 2018, foi denunciado pelo Ministério Público pelo latrocínio de Emma.

Nesta quinta, a Secretaria da Segurança do Amazonas informou que tentou cumprir mandados de prisão contra “piratas dos rios”, pessoas suspeitas de cometer roubos na região de Coari. Ao chegar na casa de um dos alvos da operação, os policiais relataram terem sido atacados a tiros e iniciaram um confronto.

Além de Gomes, morreram Ronaldo Magalhães, de 18 anos, e Thiago Santos Rios, de 17. Dois outros suspeitos foram presos. No entanto, com eles, a polícia disse ter encontrado três armas de fogo, sendo uma espingarda, um revólver e uma escopeta. Além disso, 28 porções de entorpecentes e munições.

Fonte: Terra

Comente com Facebook