Família mantêm chinês acorrentado em gaiola por mais de dez anos

102_2714-alt-20130527100504229AFPUm chinês é mantido pela própria família há mais de dez acorrentado em uma gaiola na casa em que mora no vilarejo de Lijiachong (China). Wu Yuanhong, de 42 anos, foi diagnosticado com esquizofrenia aos 15. Em 2001, ele agrediu até a morte um adolescente de 13 anos, de acordo com a agência AFP.

CHINA-CRIME-HEALTH-MEDIAAutoridades judiciais da província de Jiangxi libertaram Wu um ano depois, já que sua doença significava que ele não era legalmente responsável por seus atos. De acordo com notícia do “Information Daily”, a mãe de Wu decidiu prender o filho depois que ele escapou de casa e aterrorizou moradores do vilarejo.

“Meu filho pode ser louco, mas ainda é meu filho. Usar minhas próprias mãos para colocá-lo em uma cela foi muito difícil, foi como ser apunhalada”, disse a mãe ao jornal.

O chinês passa os dias apenas de camisa e cueca e com as corrente nos tornozelos.

O Globo

Comente com Facebook