Vitória encara invicto Botafogo pelas oitavas da Copa do Brasil

Para avançar às quartas de final da Copa do Brasil, o Vitória terá um desafio e tanto pela frente: ser o primeiro time a bater o Botafogo no ano, em dois jogos, sendo o primeiro nesta quarta-feira, 2, às 22h, no Estádio do Barradão. O jogo de volta acontece uma semana depois, no dia 9 de maio, às 19h30, no Engenhão, Rio de Janeiro.

É isso mesmo: o alvinegro carioca ainda está invicto em 2012. A campanha da equipe, no entanto, não é de encher os olhos do seu torcedor. Foram 12 triunfos e 10 empates, entre jogos do Carioca e da Copa do Brasil. Na competição nacional, inclusive, a classificação para a segunda fase ocorreu de forma dramática, na decisão por pênaltis, após dois empates em 1 a 1 com o modesto Treze-PB.

Para competir com a invencibilidade do adversário, o Vitória conta com um importante aliado: o Barradão, palco onde ainda não perdeu em 2012. Foram 11 triunfos e três empates até o momento. Se o retrospecto em casa é bom, a equipe de Ricardo Silva deve ficar atenta a outro dado: o Leão já sofreu 12 gols em seu estádio, quesito de desempate muito importante na Copa do Brasil.

Vale lembrar que, a partir das oitavas de final, não vale mais a eliminação precoce do torneio, o que aconteceria com um triunfo por mais de dois gols da equipe visitante. Por isso, o jogo da volta, no Engenhão, já está garantido. Quem passar do confronto entre Vitória e Botafogo encara Coritiba ou Paysandu na próxima fase. O Coxa saiu na frente do confronto, ao vencer o Papão na última quinta-feira, 26, no Couto Pereira, pelo placar de 4 a 1. O jogo da volta, no Mangueirão, acontece na quinta, 3, às 19h30.

Vitória – Após mais uma negativa de Paulo César Carpegiani, quem comandará o Vitória contra o Botafogo será mesmo Ricardo Silva, que segue como treinador da equipe. O interino tem alguns desfalques para a partida, principalmente na defesa. Ainda sem Nino Paraíba – fora por conta de uma cirurgia – e Romário – poupado após se recuperar de uma lesão -, Léo deve ser mantido como titular da posição.

Na zaga, Ricardo não contará com Gabriel Paulista, que se recuperou recentemente de uma lesão, mas será poupado visando o primeiro Ba-Vi da final do Campeonato Baiano. A grande dúvida do time está no ataque: dois atletas disputam a vaga deixada por Marquinhos, outro que se recupera visando o clássico do estadual. Rildo foi o escolhido nas últimas partidas, mas não atuou bem; Tartá entrou no segundo tempo contra o Feirense e participou decisivamente do terceiro gol.

Botafogo – O Fogão chega a Salvador embalado pela conquista da Taça Rio – equivalente ao segundo turno do estadual – no último domingo, 29, diante do Vasco. O resultado também garantiu o alvinegro na final do Campeonato Carioca, contra o Fluminense.

O título, no entanto, custou muito à equipe de Oswaldo de Oliveira, que terá sérios desfalques para encarar o rubro-negro nesta quarta. Andrezinho é quem mais preocupa a comissão técnica. Substituído no segundo tempo da partida contra o Vasco, o meia sente dores musculares na coxa esquerda e será reavaliado para saber se tem condições de entrar em campo.

Além deles, são dúvidas para a partida o meia Fellype Gabriel, o zagueiro Fábio Ferreira, o volante Marcelo Mattos e o goleiro Jefferson, todos com dores musculares. De certo, apenas os desfalques dos volantes Lucas Zen e Renato, e do atacante Jobson, todos lesionados.

Vitória x Botafogo – Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2012.

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA).
Data: Quarta-feira, 2 de maio.
Horário: 22h.

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA/RS)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (FIFA/MG) e Rafael da Silva Alves (CBF/RS).

Vitória: Renan; Léo, Rodrigo, Victor Ramos e Wellington Saci; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Geovanni; Tartá (Rildo) e Neto Baiano. Técnico: Ricardo Silva.

Botafogo: Jefferson; Lucas, Fábio Ferreira (Brinner), Antônio Carlos e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Gabriel), Fellype Gabriel (Elber), Elkeson, Andrezinho (Felipe Menezes) e Maicosuel; Loco Abreu. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

 

A Tarde

Comente com Facebook