Stand up paddle atrai até crianças e idosos em Barra de Guaratiba

Eles aparecem na praia com uma prancha debaixo do braço, dispostos a encarar o mar, com ou sem ondas. Confundidos por leigos com surfistas, quando correm em direção à praia, grupos de adeptos do stand up paddle começam a desaguar nas praias de Barra de Guaratiba para aproveitar tudo o que o verão de lá pode oferecer.

Um dos praticantes é o professor de Educação Física Alex Martins Alves, de 44 anos. Segundo ele, o esporte é simples e pode ser feito por pessoas de todas as idades. Na orla do bairro, por exemplo, há desde adolescentes até idosos de 70 anos.

Para quem não sabe, o stand up paddle consiste em equilibrar-se na prancha e remar sobre as ondas, grandes ou não.

– O esporte já é praticado aqui há dois anos. Nele, a pessoa rema e surfa sem precisar deitar na prancha. Dessa forma, entra mais rápido nas ondas. É um ótimo passatempo – explica Alex Alves.

Remadas fortificam o corpo

Quem gosta de navegar nas ondas do mar encontra no stand up uma ótima opção. Segundo o professor de Educação Física Alex Martins Alves, de 44 anos, o esporte trabalha todos os músculos do corpo, além do equilíbrio:

– Trabalha o equilíbrio estático, ou seja, quando a gente está em pé, na prancha, e também o dinâmico, quando remamos.

A prática do stand up necessita de uma prancha, um pouco maior do que a de longboard, e do remo. O esportista tanto pode praticá-lo para relaxar, quanto para arriscar manobras, como no caso de corredeiras, por exemplo. E ainda pode ser praticado em rios ou até dentro de casa, na piscina.

– Também é uma forma de se sentir livre no mar – destaca Alex, lembrando que a prática em Barra de Guaratiba ocorre na Prainha e no local conhecido como manguezal.

EXTRA

Comente com Facebook