Fluminense empata em 1 a 1 com o Duque de Caxias pelo Campeonato Carioca

Thiago Neves erra um passe em sua reestreia pelo Fluminense Foto: Photocamera

Quem esperava ver a reestreia de Thiago Neves com a camisa do Fluminense viu o Tricolor sofrer com o calor de Volta Redonda e os passes errados no empate por 1 a 1 contra o Duque de Caxias. Os comandados de Abel Braga chegaram aos sete pontos, na segunda colocação do Grupo B, empatado com o Boavista, que joga hoje. O próximo jogo da equipe pelo Campeonato Carioca é o clássico contra o Vasco, no próximo domingo.

Com os reservas em campo e um calor de rachar em Volta Redonda, o Fluminense começou em ritmo lento. Todos os olhos do estádio só tinham um destino: Thiago Neves. Em sua reestreia pelo Tricolor, o jogador tentou se movimentar para ganhar o ritmo de jogo para a estreia na Taça Libertadores da América, terça-feira, contra o Arsenal, no Engenhão. E TN7 começou bem. Deu um bom passe para Araújo, que caiu após a disputa de bola com o zagueiro caxiense.

O técnico Abel Braga pediu pênalti, mas ironizou:

– Por muito menos deram para o Bangu na quarta-feira – reclamou Abel sobre o lance polêmico que aconteceu em Moça Bonita na partida entre Bangu e Vasco.

Chances reais só quem teve foi Araújo. Na primeira, aos 28 minutos, ele arrancou pela esquerda e chutou raspando. Na segunda, errou o tempo de bola e, sozinho, cabeceou por cima do gol.

Cansado, Thiago Neves analisou sua participação:

– Estou gostando! Tentando participar, ajudando na marcação, correndo, me empenhando, mas estou desentrosado e sem ritmo – afirmou Thiago, que jogou até os 15 do segundo tempo, quando deu lugar a Lanzini.

A torcida tricolor reclamou de um pênalti em Wellington Nem, em lance que o árbitro mandou seguir. Souza teve a melhor chance do time das Laranjeiras quando acertou uma bomba de fora da área, mas Fernando defendeu.

Como o Tricolor não ameaçava, o time da Baixada Fluminense se engraçou. E quase marcou em uma finalização de Juninho e em uma cabeçada de Daniel.

As emoções ficaram para para o fim. Aos 28 minutos, Thiago Carleto acertou um chutaço da intermediária e abriu o placar. Mas a comemoração durou pouco. Na saída de bola, Carlos Alberto, chutou de longe e empatou a partida. No último lance, Samuel foi derrubado dentro da área, mas o árbitro marcou fora, selando um resultado ruim para os dois times.

EXTRA

Comente com Facebook