Corinthians faz 6 a 0 e está na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior

Depois de atropelar o Atlético-PR, time alvinegro busca seu oitavo título na competição

JAGUARIÚNA – O Corinthians está na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com facilidade, a equipe paulista atropelou o Atlético-PR neste sábado, por 6 a 0, em Jaguariúna, e garantiu vaga na decisão, que acontecerá na próxima quarta-feira, diante do vencedor de Fluminense e Coritiba. Eles se enfrentam neste domingo pela outra semifinal.

Douglas comemora depois de marcar o 2.º gol corintiano

O time do Parque São Jorge chega à final com moral, credenciado por uma das melhores campanhas do torneio até o momento. Equilibrada, a equipe tem conseguido um grande desempenho tanto na parte ofensiva, já que marcou 28 gols em sete partidas, quanto na defensiva, com apenas um gol sofrido.

Neste sábado, em apenas 30 minutos o Corinthians já goleava o Atlético-PR por 4 a 0. Logo aos 3 minutos, o volante Geovanni abriu o placar, com um belo chute de fora da área. Aos 10, o atacante Douglas aproveitou ótimo lançamento de Leonardo para tocar no canto direito do goleiro e ampliar a vantagem.

Com total controle da partida, o time paulista demorou apenas mais 11 minutos para chegar ao terceiro gol. Aos 21, Matheuzinho recebeu a bola na entrada da área, deu lindo drible no zagueiro e ampliou. Nove minutos depois, novamente o centroavante Douglas deixou sua marca, depois de aproveitar o rebote de um chute dado por Leonardo. Antes do intervalo, o próprio Douglas ampliou para 5 a 0.

Com o forte calor e a maratona de jogos, o Corinthians voltou para o segundo tempo pensando em administrar a vantagem, mas ainda deu tempo de fazer mais um gol, com Geovanni. Em boa jogada individual, ele tocou no canto do goleiro para fechar o placar.

A vitória garantiu o clube do Parque São Jorge em sua 15ª final de Copa São Paulo. A equipe é a maior vencedora da história do torneio, com sete títulos, e conquistou seu último troféu em 2009, quando teve como destaque nomes como Boquita, Marcelinho e Bruno Bertucci.

 

ESTADÃO 

Comente com Facebook