Gabriel Boric é o novo presidente do Chile

O deputado e ex-líder estudantil Gabriel Boric ganhou o segundo turno das eleições presidenciais do Chile neste domingo (19).

Boric, o presidente mais jovem que o Chile já teve, fez uma publicação no Instagram após a vitória. “Somos unidade. Somos esperança. Somos mais quando estamos juntos. Seguimos!”, postou.

Com mais de 99% das urnas apuradas, Boric soma 55,87% dos votos, enquanto Kast aparece com 44,13% do total. Os resultados oficias indicam ainda que houve 0,3% de votos brancos e 0,9% de votos nulos.

“Acabei de falar com Gabriel Boric e o parabenizei por sua grande vitória. A partir de hoje ele é o presidente eleito do Chile e merece todo o nosso respeito e colaboração construtiva. O Chile sempre vem em primeiro lugar” disse Kast, admitindo sua derrota em uma publicação no Twitter.

O advogado Kast, defensor declarado da ditadura militar de Augusto Pinochet, venceu no primeiro turno, mas agora acabou derrotado pelo ex-líder estudantil de esquerda.

“Todos esperamos que ele tenha um bom governo para o Chile”, disse o atual presidente, Sebastián Piñera, em telefonema a político eleito. Boric vai assumir seu cargo em março de 2022.

Propostas

Boric prometeu impedir avanço autoritarismo e do conservadorismo no país, enquanto seu rival, Kast, aproveitou-se do fato de seu concorrente ser aliado do Partido Comunista do Chile e afirmou “o Chile não é e nunca será uma nação comunista ou marxista”.

Economicamente, o mais novo presidente defendeu uma reforma tributária e no sistema previdenciário. Também disse que aumentaria o imposto para empresas privadas que exploram cobre, que é o principal produto de exportação do Chile. Do outro lado, Kast disse que cortaria os impostos e sugeriu privatizar a Codelco, empresa estatal que explora cobre.

Gabriel também chegou a dizer que a desigualdade alimentar do país está atrelada ao neoliberalismo implementado pela ditadura de Pinochet, e isso precisa mudar. Já Kast, elogiou o sistema e disse que manteria a “lei e a ordem” se posicionando duramente contra imigração ilegal. Também disse ser contra casamento entre pessoas do mesmo sexo e aborto. Em contrapartida, Boric se demonstrou favorável a esses pontos e também a legalização da maconha.

Com as eleições tendo a maior parte de progressistas eleitos, tudo indica que devem ficar mais alinhados às propostas de Boric.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook