Família suplica por leito de UTI em Porto Seguro

Em Porto Seguro, as Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) da rede de Saúde estão lotadas, com 100% de ocupação, segundo informou o último boletim atualizado da Secretaria de Saúde do município.

Com essa situação, muitas pessoas de grupo de risco ficam sem leito e familiares recorrem às redes sociais para pedir socorro.

Divulgação Rede Social

Este é o caso da família de Wanda de Souza Marinho, uma senhora de 75 anos que está internada na UPA do Frei Calixto, em Porto Seguro.

A neta, Juliana de Souza Marinho, contou que a sua avó foi diagnosticada com pneumonia e está em estado grave, por isso precisa de um leito. Mas na unidade estadual, não há vagas.

Dona Wanda sendo atendida na UPA Frei Calixto

A senhora chegou na unidade de saúde na última terça-feira (7), fez um exame de raio-x que comprovou um comprometimento de seus pulmões. Segundo os médicos, ela não está com suspeita de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Dona Wandinha, como é carinhosamente chamada pelos moradores e amigos, é moradora da rua Cândido Portinari, no bairro Cambolo. Mãe de sete filhos, avó de treze netos, e dois bisnetos.

Nas redes sociais, a família pede que a postagem chegue até o governador do estado Rui Costa.

Uma campanha foi realizada pelo Namidia News, em parceria com várias entidades do município no mês de Junho #PraPortoFicarSeguroMaisUtiJa, solicitando ao governo do estado a ampliação de no mínimo 10 leitos de UTI.
Um anúncio foi divulgado pelo governador que haveria 10 leitos na Neurocor, porém ainda sem previsão.

Nossa equipe de jornalismo entrou em contato com o secretário de saúde, Kerrys Ruas, na noite da última quarta-feira (8), porém não obtivemos resposta.

Redação Namidia News/ fotografias cedida pelos familiares.

Comente com Facebook