Ex-piloto de F-1 sofre acidente e carro explode na Nascar

O colombiano Juan Pablo Montoya sofreu um acidente impressionante durante as 500 Milhas de Daytona da Nascar. Na madrugada de segunda para terça-feira, o ex-piloto da Fórmula 1 perdeu o controle do carro durante uma bandeira amarela e bateu em um caminhão que fazia a secagem da pista.

Após o choque, o carro de Montoya explodiu e os bombeiros tiveram dificuldades para controlar o fogo. Apesar do susto, o colombiano conseguiu sair do carro andando e foi avaliado pelos médicos que o liberaram na sequência.

“Já bati contra um monte de coisas, mas contra um caminhão secador? Ainda mais que a corrida estava paralisada”, disse um inconformado Montoya. O colombiano explicou que sentiu uma vibração no carro antes do acidente e que conversava pelo rádio com a sua equipe quando o modelo virou para a direita.

O acidente impressionou até mesmo o presidente da Nascar: “Quando você pensa que já viu de tudo em competição aconteceu algo como nesta noite que jamais passou pela sua imaginação”, destacou Mike Helton.

Inicialmente, a disputa das 500 Milhas aconteceria no domingo, mas as fortes chuvas obrigaram os organizadores a adiar a prova, que voltou a sofrer com as más condições do tempo nesta madrugada. O acidente de Montoya interrompeu a corrida por mais de duas horas até que os fiscais conseguissem limpar e reparar a pista. No fim, a vitória ficou com Matt Kenseth, que venceu pela segunda vez a edição em Daytona.

Montoya correu seis temporadas na Fórmula 1. O colombiano disputou a principal categoria do automobilismo entre os anos de 2001 e 2006, período em que trabalhou na Williams e depois posteriormente na McLaren. Após uma temporada abaixo do esperado em 2006 e a possibilidade de ficar sem lugar em uma equipe competitiva no ano seguinte fizeram o piloto migrar para a Nascar no mesmo ano.

 

UOL

Comente com Facebook