Deputada Cláudia Oliveira defende incentivo ao Etnoturismo em comunidades Indígenas e Quilombolas

A deputada Cláudia Oliveira (PSD) apresentou uma indicação ao governador, solicitando esforços para promover o Etnoturismo em Comunidades Indígenas e Quilombolas na Bahia. O objetivo é melhorar a estrutura e a capacitação profissional dessas comunidades.

De acordo com dados do IBGE de 2022, a Bahia possui cerca de 229 mil indígenas, distribuídos em 39 municípios e 134 localidades, sendo o segundo estado brasileiro com maior população indígena. Em relação aos quilombolas, a Bahia tem a maior população autodeclarada quilombola do país.

“A Bahia precisa oferecer ações estruturantes para as populações indígenas e quilombolas, visando sua autonomia financeira e social. É fundamental auxiliar essas comunidades com programas de capacitação profissional no setor turístico e ambiental, essenciais para a gestão e desenvolvimento do etnoturismo para esses povos”, destacou a parlamentar.

No documento, a deputada enfatizou que o objetivo da indicação também é investir na estrutura física das aldeias e quilombos da Bahia, incluindo a recuperação ou criação de centros culturais, cozinhas comunitárias, banheiros e dormitórios, com o intuito de receber os turistas que desejam vivenciar os costumes indígenas dentro do território baiano.

Comente com Facebook