Delação de suspeito de invadir celular de Moro é validada

Foi homologado nesta terça-feira (03), pelo juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal.

A delação de Luiz Henrique Molição, um dos suspeitos de invadir aplicativos de mensagens de autoridades, inclusve do ministro da Justiça, Sergio Moro.

A homologação é necessária para que os investigadores continuem na busca por provas se guiando pelas informações da delação. Validando o acordo, o juiz entende que não houve coação na delação do suspeito e confirma a punição negociada com ele pelo Ministério Público, em troca das informações.

Molição, que é estudante de direito, foi preso em setembro na cidade de Sertãozinho (SP). A prisão foi parte da Operação Spoofing, da Políci Federal, deflagrada em julho para desarticular a organização criminosa suspeita pelas invasões.

A PF diz que o grupo conseguiu acesso a várias contas no app Telegram de autoridades, conseguindo ler as conversas.

Walter Delgatti Neto, outro preso na operação, afirmou à PF que entrou nas contas e repassou as conversas obtidas ao site The Intercept Brasil. Uma série de reportagens foi publicada em vários órgãos de imprensa de acordo com essas informações, no que ficou conhecido como Vaza Jato.

Comente com Facebook