Sistema que monitora presença do Covid-19 no ar pode continuar em uso após pandemia

Pesquisadores brasileiros desenvolveram uma tecnologia que consegue capturar amostras do novo coronavírus no ar. No entanto, o sistema vai poder ser útil na retomada das atividades econômicas. Pois é capaz de monitorar a segurança sanitária de ambientes com grande concentração de pessoas. A ferramenta surgiu a partir de uma parceria entre a startup Omni-electronica e o Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP).  

O sistema de monitoramento da qualidade do ar, chamado de SPIRI, é oferecido por meio de uma assinatura. O aparelho com vários sensores é instalado no local a ser observado. No entanto, ele envia as informações para uma central, que gera laudos on-line e em tempo real. Com os dados, os técnicos podem instruir o cliente sobre a melhor forma de aumentar a circulação do ar, nos casos em que ela está inadequada. 

Um dos responsáveis pela ferramenta acredita que se o sistema foi integrado ao monitoramento do vírus no ar de locais movimentados. Como estações de trem e metrô, pode contribuir para um retorno mais seguro às atividades econômicas. A partir de testes no Hospital das Clínicas, os pesquisadores criaram indicadores que conseguem captar diferentes níveis de risco de contaminação.

Fonte: Brasil 61

Comente com Facebook