Rui Costa diz que diversos hospitais estão com 100% de ocupação e alerta para colapso: ‘Momento é muito grave’

Neste sábado (13), o governador da Bahia, Rui Costa, fez um alerta sobre o crescimento do número de casos do novo coronavírus no estado durante a entrega de obras no município de Entre Rios.

Rui afirmou que diversos hospitais do estado estão com 100% de ocupação e que o momento é muito grave. “Infelizmente, depois de novembro, a curva começou a subir, o número de casos voltou a subir. Subiu em novembro, subiu em dezembro e, pior, continuou a subir em janeiro”, disse. 

“Estamos com vários hospitais nossos com 100% de ocupação de Covid. 100%, vários. Ou seja, o momento é muito grave”. 

Ainda durante a declaração, ele fez um apelo à população. “Eu queria pedir a compreensão de vocês. Se continuar esse ritmo de crescimento da doença na Bahia, em duas ou três semanas nós podemos estar pior do que estávamos em julho do ano passado e corremos o risco de ter colapso no sistema de saúde, o que, em nenhum momento nós tivemos desde o início da pandemia”, disse. 

“Então eu faço um apelo a vocês: nós estamos chegando no limite da quantidade de leitos possíveis. Tem gente, ou porque cansou ou porque acha que como começou a vacinar já pode tirar a máscara. Por favor, saiu na rua, use máscara. Isso aqui [a máscara] não é vacina, mas isso aqui reduz muito a taxa de contaminação. Então eu peço a vocês que usem máscara, façam da higienização das mãos uma rotina já”, concluiu. 

Neste sábado, a Bahia registrou 64 óbitos por Covid-19 neste sábado (13)conforme o boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). De acordo com a pasta, apesar das mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados neste sábado. 

A Sesab aponta que o número atual demonstra uma tendência de aumento dos óbitos em virtude do crescimento de casos graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs. Neste cenário, o Governo da Bahia abriu novos leitos de terapia intensiva nos municípios de Camaçari, Seabra e Barra nos últimos dias e estão previstas ampliações nas cidades de Ilhéus e Porto Seguro, em um esforço para reduzir a pressão na rede assistencial. 

Conforme a tabela divulgada pela secretaria, o maior número de óbitos foi registrado na última quinta-feira (11), com sete mortes. Segundo dados do boletim, o total de óbitos no estado desde início da pandemia é de 10.674, o que representa uma taxa de letalidade de 1,70%.

Ainda no boletim da Sesab, foram registrados 3.587 novos casos de Covid-19 na Bahia, nas últimas 24 horas. A taxa de crescimento foi de 0,6% e de recuperados +0,5% (3.182 pacientes). Dos 627.265 casos confirmados desde o início da pandemia, 601.598 já são considerados recuperados e 14.993 encontram-se ativos. 

O boletim também informa que 372.098 pessoas já foram vacinadas contra o coronavírus na Bahia até as 15h deste sábado. 

Ainda sobre a doença, de acordo com a Sesab, 1.003.136 casos descartados e 146.373 em investigação. 

Leitos de UTI

Dos 2.145 leitos ativos na Bahia, 1.370 estão pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação geral de 64%. 

Desses leitos do estado, 1.068 são para atendimento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e estão com ocupação de 71% (762 leitos). A taxa de ocupação dos leitos de UTI pediátrica é de 64%, com 23 das 36 unidades sendo usadas. 

Já as unidades de enfermaria adulto na Bahia estão com 56% da ocupação, e a pediátrica com 60%. 


Comente com Facebook