Médica faz alerta sobre o aumento de casos em Porto Seguro

Diante do registro do aumento de casos confirmados do novo coronavírus em Porto Seguro. A Dra. Raissa Soares, formada pela UFMG a vinte e cinco anos, especialista em clínica médica, alerta não só aos colegas, mas toda a população através de um vídeo publicado sábado (30) no Instagram.

A médica que já tratou mais de trinta pacientes de diversas idades em Porto Seguro, com a hidroxicloroquina cita que ninguém tem experiência com o covid-19, é um vírus desconhecido, e pede que médicos reflitam, ela toma como base os atendimentos feitos nas unidades de saúde que atua no município.

Postagem da Dra. Raissa Soares na Rede Social

Inúmeros pacientes que buscam atendimento com quadros gripais, complicação pulmonar, em momento de pandemia deve ser considerada como covid, ela afirma que a fase viral é de cinco a sete dias, prazo ideal para tratar o vírus, tempo esse que é possível reduzir a carga viral, impedindo a fase inflamatória, que permanece no organismo durante doze dias.

Protocolo de Atendimento

O Comitê Operacional de Emergência (COE) de Porto Seguro, publicou no Diário Oficial do município, um protocolo baseado nas evidências e recomendações, onde nomes de medicamentos foram citados para o tratamento: Azitromicina com Ivermectina , ou azitromicina com Nitaxozanida, indicado para reduzir a carga viral, além da hidroxicloroquina ambulatorial, ainda ressalvando que prescrevam Vitamina D, zinco, vitamina C aos seus pacientes.

Ela afirma através de resultados e experiências que ocorreu com outras doenças, para analisar o comportamento e o contágio do coronavírus. De acordo com o boletim atualizado, o município conta com 116 casos confirmados até a tarde deste domingo (31), vinte e um bairros constam na lista.

Oito leitos de UTI do Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães (HRDLEM), destinadas ao tratamentos de infectados pelo Covid-19 estão ocupados.

Fonte: Redação Namidia News, com informações Instagram @draraissasoares

Comente com Facebook