Covid-19: Japão faz recomendações para diminuir contatos interpessoais

Ruas de Shibuya, no Japão, durante pandemia do novo coronavírus
Os pedestres que usam máscaras protetoras, após um surto da doença de coronavírus, andam na travessia no distrito de compras e diversão de Shibuya, em Tóquio (Foto: REUTERS/Issei Kato/Direitos Reservados)

Nessa quinta-feira (23), especialistas do governo japonês fizeram recomendações à população para reduzir o contato entre as pessoas em até 80%, com o intuito de conter a disseminação do coronavírus.

Assim, as recomendações incluem evitar viajar para outras cidades ou para a cidade natal, especialmente no feriado de primavera que se aproxima, e utilizar uma ferramenta de videoconferência para se conectar com amigos e familiares. Além disso, eles disseram que as pessoas devem evitar o aumento do contato com idosos, que enfrentam maior risco de infecção.

Os especialistas sugerem ir ao supermercado sozinho ou em grupos pequenos, em horários menos movimentados. Eles pedem que os estabelecimentos disponibilizem desinfetante para as mãos à entrada, definam áreas para que os clientes façam fila em frente ao caixa, restrinjam o número de clientes e instalem barreiras separando funcionários e clientes no caixa.

Outras recomendações

Corridas e caminhadas devem ser feitas em grupos pequenos, e visitantes de parques devem escolher horários menos movimentados e localidades mais vazias.

Compras não essenciais devem ser feitas pela internet.

Socializar com os amigos e colegas para tomar drinques deve ser feito em casa, conectando-se com eles pela internet.

Consultas médicas também devem ser feitas remotamente, por meio de serviços online, em vez de visitar um consultório médico.

A prática de exercícios físicos deve ser feita em casa, utilizando-se vídeos de instruções online.

Em vez de comer fora, as pessoas devem dar preferência à opção de levar comida para viagem ou solicitar entrega em casa.

O trabalho deve ser feito remotamente, em casa, e a utilização do serviço de transporte público deve ser limitada a ocupações necessárias para a manutenção das funções sociais, como serviços médicos, de infraestrutura e de distribuição.

Ao conversar com outras pessoas, deve-se sempre usar máscaras protetoras.

O estado de emergência no Japão está em vigor até o dia 6 de maio.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de Agência Brasil

Comente com Facebook