Coronavírus: 44 municípios da Bahia não atingiram índice mínimo exigido para receber mais doses


De acordo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a Bahia tem 44 municípios que não aplicaram pelo menos 85% das doses da Covid-19 já recebidas e que podem ficam sem receber imunizantes no próximo lote entregue pela Sesab, previsto para esta quinta-feira (12).

A partir de uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), o recebimento de novas doses está condicionado a aplicação de um percentual mínimo dos imunizantes já recebidos.

O número de cidades que aparecem na plataforma “vacinômetro” da Sesab com percentual abaixo do exigido representa cerca de 10% dos municípios baianos. 

Desses 44, 13 tem um percentual na casa dos 84% e alguns aparecem com um índice bem próximo do exigido, é o caso de Angical (84,8%); Piritiba (84,7); Conceição do Coité (84,6%); Monte Santo (84,6%); e Crisópolis (84,5%).

A cidade com o índice de aplicação de doses recebidas mais baixo é Correntina que aparece no vacinômetro com 76,7%.

Conforme a Sesab, assim que chegam as vacinas são conferidas pela equipe da coordenação de imunização da secretaria e começam a ser enviadas para as regionais de saúde, de onde serão encaminhadas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores.

 Esta foi uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado.

Comente com Facebook