Concurso de máscaras de ministério tem como prêmio um dia com Damares e Michelle Bolsonaro

Damares Alves usando máscara
(Foto: Reprodução/Twitter Damares Alves)

Um concurso nacional para escolher as quatro máscaras mais “bonitas” e “criativas” feitas por crianças foi lançado pelo ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O prêmio vai ser passar uma tarde com a ministra Damares Alves e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em Brasília. Na capital federal, juntamente com os responsáveis, os pequenos vão conhecer os principais monumentos da cidade.

Para dar visibilidade à campanha “Pequenos heróis contra o vilão coronavírus”, Damares protagonizou um vídeo no qual se intitula como “ministra das crianças” e usa diversas máscaras. São elas da “boca alegre”, da “mulher aranha”, da “mulher maravilha” e da “mulher cobra”. Ela se refere a essa última máscara como “chique”, já que “brilha”.

Na gravação, ao experimentar duas máscaras, a ministra esqueceu de cobrir o nariz. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tanto o nariz quanto a boca precisam ser cobertos pela máscara. Caso contrário, o objeto não ajuda a evitar o contágio da Covid-19. Isso porque a função da máscara é cobrir as chamadas “portas de entrada e de saída” do vírus no organismo.

Detalhes do concurso

O intuito do ministério e incentivar os garotos e as garotas a se acostumarem com o uso do equipamento que ajuda no combate ao novo coronavírus. A pasta ressalta que a iniciativa visa a fortalecer as relações familiares, já que um dos requisitos é que a atividade seja feita em conjunto e com o apoio de um adulto, seja pai, mãe ou responsável legal.

Conforme a ministra, devem ser enviadas três fotos que mostrem que a criança está confeccionando o apetrecho e o utilizando. As inscrições vão até o dia 29 de maio e o edital contempla crianças de até 12 anos. A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA) vai ser responsável por montar uma equipe para avaliar e julgar as produções de acordo com os critérios de “inovação, criatividade, praticidade na confecção e design”.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de O TEMPO

Comente com Facebook