Bahia se aproxima dos 500 mil casos confirmados e mortes chegam a 9.276

A Bahia registrou 3.077 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com as informações divulgadas nesta terça-feira (5), pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). 

O boletim ainda registra 30 novos óbitos, ocorridos em diversas datas. Desde o início da pandemia, 9.276 pessoas morreram na Bahia por complicações da Covid-19.

Apesar do registro de mortes, a taxa de letalidade segue estável, em de 1,86%. 

Ainda segundo o boletim, dos 499.900 casos confirmados desde o início da pandemia, 485.976 já são considerados recuperados, enquanto 4.648 encontram-se ativos. 

Salvador é a cidade com maior número de casos positivos, contabilizando 22,46% de todo o estado.

Dentre as cidades com os maiores coeficientes de incidência (calculando a incidência por 100 mil habitantes), estão Ibirataia (10.357,89), Muniz Ferreira (8.582,59), Conceição do Coité (8.471,45), Jucuruçu (8.152,53) e Pintadas (8.067,45). 

De acordo com a Sesab, o boletim epidemiológico divulgado registra 888.816 casos descartados e 123.006 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta terça. 

Ainda segundo o boletim, 37.044 profissionais da Saúde testaram positivo para a Covid-19 em todo o estado. 

As informações detalhadas no boletim podem ser acessadas no site da secretaria e também em uma plataforma disponibilizada pelo órgão na internet. 

Mortes por raça, cor e sexo

O boletim também detalha que, entre os óbitos, 56,46% ocorreram no sexo masculino e 43,54% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,80% corresponderam a parda, seguidos por branca com 19,02%, preta com 14,64%, amarela com 0,67%, indígena com 0,13% e não há informação em 10,75% dos óbitos. 

O percentual de casos com comorbidade foi de 70,78%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,61%). 

Dos 2.006 leitos disponíveis no estado, 1.209 estão ocupados, o que representa uma ocupação geral de 60%. 

Do total de leitos na Bahia, 959 são para atendimento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e, neles, a ocupação é de 72% (687), taxa que permanece estável. A ocupação nos leitos de UTI pediátrica é de 57%, com 20 unidades ocupadas. 

Já as unidades de enfermaria adulto estão com 49% da ocupação (469 leitos) e a pediátrica, com 70% (33 leitos). 

Em Salvador, 67% dos leitos de UTI adulto estão ocupados, e 63% das unidades pediátricas encontram-se em uso. As enfermarias na capital baiana registram uma ocupação de 69% para adulto e 78% para pacientes da pediatria. 

Comente com Facebook