Em reunião, Anvisa deve aprovar vacinas russa e indiana contra Covid-19

Vacinas contra Covid-19

Após polêmicas internas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) marcou para esta sexta-feira (4) a 9ª Reunião Pública Extraordinária de sua diretoria. Os “pedidos de autorização excepcional e temporária para importação e distribuição das vacinas Covaxin e Sputnik V” constituem a pauta, referindo-se aos imunizantes contra a Covid-19 vindos da Índia e Rússia, respectivamente.

Conforme a reportagem do UOL, três dos cinco diretores da agência estão decididos a aprovar os pedidos de autorização. Entretanto, estes estariam pressionando a área técnica, especialmente a de Medicamentos, por um relatório menos restritivo.

Ainda de acordo com a coluna, as maiores restrições são em relação à Sputnik V, a vacina russa. Analistas não teriam conseguido avançar no sentido de superar as restrições apresentadas anteriormente pela agência. A maior pressão para a aprovação desse imunizante parte do consórcio de governadores.

Já no caso da Covaxin, a vacina indiana, existem menos restrições, mas esta também não teria atendido a todos os critérios da áreas de Medicamentos.

Ainda conforme o portal, funcionários avaliam que o diretor Alex Machado Campos tende a dar parecer favorável, mas que o voto da diretora deve ser contrário ao dele.

Toda a negociação dos estados, do Ministério da Saúde e de entidades com interesse nas vacinas pode chegar a US$ 300 milhões.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de UOL e BNews

Comente com Facebook