Antigo medicamento contra malária mostra resultados no tratamento de COVID-19

Cloroquina
Foto: Gerard Julien/AFP via Getty Images

O que a Malária e o COVID-19 têm em comum? Em princípio, não muito. Mas de acordo com um novo estudo, um medicamento contra a malária chamado cloroquina pode funcionar no tratamento do novo coronavírus.

Poderia um remédio de malária de décadas atrás tratar o COVID-19? O empresário bilionário Elon Musk parece acreditar nisso, em um post recente no Twitter, onde indica que “vale a pena considerar cloroquina” para o COVID-19. Apesar das informações serem escassas, estudos realizados até o momento podem apoiar a ideia.

Cloroquina vem sendo usado para tratar malária desde 1944. Pode ser usado antes da exposição à malária, para prevenir a infecção, assim como depois, para tratar da doença.

Malária é uma doença causada por um parasita, ao contrário da COVID-19. Mesmo assim, estudos mostram que a cloroquina é efetiva na prevenção e no tratamento do vírus que causa SARS, uma doença próxima ao COVID-19.

Por causa da efetividade da cloroquina em tratar SARS, cientistas estão investigando se isso será um tratamento efetivo contra o novo coronavírus, responsável pela COVID-19. Até o momento, os resultados são encorajadores.

Com informações de: ABC News

Comente com Facebook