Patati Patatá vai puxar o Bloco Disque 100 no Carnaval de Porto Seguro

Bloco Disque 100

O premiado Bloco Disque 100 vai sair ao circuito carnavalesco de Porto Seguro mais uma vez, com o objetivo de conscientizar sobre a proteção e o enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Toda a organização é feita pela pasta municipal de Assistência Social e Coordenação de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, que neste ano, em sua 7ª edição, vem com a parceria do Peti, estendendo o Projeto Verão a fim de coibir toda espécie de trabalho Infantil.

A ideia é reforçar as informações sobre os direitos da criança e do adolescentes, fortalecer as políticas públicas de proteção infantil, bem como, estimular a sociedade e o folião a serem sentinelas, atentos às crianças e adolescentes ao seu redor e encorajados a discarem para o número 100, denunciando caso percebam algum menor em situação vulnerável, sendo abusado ou explorado.

Leia mais após a foto

Garantia de muita diversão, a população sempre corre para adquirir os abadás.

São 1.500 disponíveis e para entrar na corda e se divertir no bloquinho, basta levar 2 kg de alimentos não perecíveis nos pontos de troca: a partir do dia 17 inicia a troca na sede da secretaria; a partir de terça-feira nos demais pontos, como porta do Supermercado Cambuí centro; na frente do Mercado Frossard na Orla Norte e em Arraial d’Ajuda, próximo à Praça São Braz.

O Bloco será puxado pela animadíssima dupla Patati e Patatá, saindo no domingo, 23, às 17h. Somente os adultos precisam usar os abadás, mas para as crianças é livre, podem se fantasiar ou não.

“Essa campanha é contínua em Porto Seguro durante todo o ano, mas consideramos o período do Carnaval, o mais importante devido sermos um destino tão procurado por turistas de todo o mundo neste período, sendo assim, a gestão municipal realiza este trabalho de prevenção e proteção no verão de forma intensificada e estratégica”, frisa a coordenadora, da PSE, Luciana Parracho, que convida a população para engajar nesta responsabilidade de monitoramento social.

Comente com Facebook