Menina porto-segurense é aprovada na escola de dança de SP; família faz vaquinha para mudança

Maitê Baldoíno
Maitê Baldoíno, de 7 anos, sonha em ser bailarina e foi aprovada na Escola de Dança de São Paulo (Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)

Maitê Baldoíno é uma porto-segurense de 7 anos que tem o sonho de se tornar bailarina profissional. Ela foi aprovada na Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo e, como mora com a família em Porto Seguro, todos terão que se mudar para a capital paulista.

A família da menina criou uma vaquinha virtual com o intuito de ajudar com as despesas da moradia em outro estado, além da mudança.

A mãe de Maitê, Quecy Baldoíno, é professora de balé e explica a situação. “Estamos fazendo a campanha porque são 10 anos [de duração do curso] e não tem como a criança ir e a gente ficar aqui. A gente tem que acompanhar isso. Ela é muito pequena. Estamos fazendo isso para que a gente possa ir tranquilo até que a gente consiga se estabelecer lá, ir atrás de oportunidades de trabalho e renda para nós”

A menina é apaixonada pelo balé desde os dois anos. E, entre 80 concorrentes em todo o Brasil, Maitê foi uma das 30 aprovadas na audição anual para novos talentos da dança do Teatro Municipal de São Paulo. Isso ocorreu em janeiro deste ano.

Uildinei Souza, pai da criança, revelou que “o resultado veio como uma agradável surpresa, afinal de contas eles [avaliadores] são muito criteriosos. A gente fica com o coração na mão, a partir do momento que faz a inscrição, mas depois você percebe que ocorreu tudo bem”.

Por conta da pandemia, as aulas da escola de dança de São Paulo ocorrerão na modalidade virtual neste primeiro semestre de 2021. Assim, por enquanto a família continua morando em Porto Seguro.

Entretanto, a previsão é que a família tenha que se mudar para a capital paulista no segundo semestre. Dessa forma, eles necessitam de ajuda para morar em São Paulo.

“Em nome do talento de Maitê, em nome dessa garra que ela tem demonstrado, nós vamos abandonar tudo em Porto Seguro e buscar novas condições em São Paulo. Inclusive, vários amigos têm nos encorajado para a gente ir em busca dessa novidade em nossas vidas”, afirmou Uildinei.

Maitê diz estar muito alegre com a decisão de seus pais. Assim, ela crê que viverá diversas experiências em uma das escolas mais renomadas do Brasil para alcançar a tão sonhada vida de bailarina profissional.

“Vai mudar tudo. Eu vou fazer balé em outra escola e vou poder viajar para outros lugares para me apresentar”, diz.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook