Jovens de Porto Seguro fazem churrasco em Jet Skis em Parque de conservação Marinha e causa revolta a população

Um vídeo que circula nas redes sociais neste domingo (20), mostra claramente jovens empresários de Porto Seguro fazendo uma confraternização em Parque Marinho de conservação ambiental.

O vídeo causou indignação, não só aos moradores, mas aos guias de turismo que preservam com afinco e dedicação o terceiro maior centro de biodiversidade marinha no Brasil.

“A sensação é de bofetada, sem direito a álcool gel ou antisséptico, na cara de todos os habitantes do município”. Cita um leitor que enviou o vídeo a redação do Namidia News.

O Parque Marinho, criado em 1997, é uma área de preservação com 17,5 Km2, dos quais somente 3% são utilizados para a visitação e é proibido retirar qualquer espécie. Existe uma grande variedade de peixes, uma rica flora marinha, além de 16 das 18 espécies de corais existentes no mundo.

“Uma afronta e desrespeito aos incontáveis cidadãos amedrontados, consternados, tomados por um sofrimento e angústia que não cessam e estão sendo zombados por um grupo intitulado “Gang do Jet” e seu churrasco numa área de proteção marinha cuja a vida está alicerçada num delicado equilíbrio.”

É a vida humana, mas é também a marinha. Claramente desrespeitando as regras de distanciamento social,  a maioria sem usar máscara de proteção, item essencial para a evitar a disseminação do novo coronavírus, esquecem que o território marinho também é território nacional.

“Pregamos para todos sempre a preservação do meio ambiente, tem que ser preservado, além da falta de respeito, estão em uma plataforma de corais, qualquer volume de pessoas aquece a água e prejudica o animais que ali vivem.” Afirma Daniel Isidoro, Presidente do sindicato dos guias do extremo sul da Bahia (Singtur – Extremo Sul BA).

De acordo com o coordenador do Departamento de Fiscalização Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Macksuel Campeche, “O Parque Municipal Marinho de Recife de fora, é de competência e monitoramento da Secretaria do Meio Ambiente, só pode permanecer pessoas e embarcações credenciadas, passeio e visitação junto a secretaria e associação das escunas.
Tentaremos identificar os jovens que estão no vídeo e acionar o Ministério Público.”

“Até o presente momento não recebemos nenhuma denúncia, iremos intensificar a fiscalização aos finais de semana, teremos um cuidado especial, pois isso não pode acontecer.” Finalizou Macksuel Campeche.

Redação Namidia News



Comente com Facebook